sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Soneto do amanhecer



A energia da manhã mostra a nudez
Esguia na liberdade de viver
O dia renasce e só vejo o talvez
Um lindo sonho pode acontecer

No inicio todo mundo tem a vez
No portal, bela aurora a te querer!
Trouxe o começo com forte altivez
Olhe para ela e então poderá ver

Oscule este relevo que te abraça
Beleza sem igual, o dia de graça!
Repleta de fulgor, pisa na flor!

Vivencie toda brisa da manhã
E mais tarde o arrebol, cor de romã!
Agora, meio despida, mostra o amor!
 
Janete Sales Dany
22/01/2015
Poesia@Direitos autorais protegidos por lei

Licença Creative Commons
O trabalho Soneto do Amanhecer de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Com este Soneto estou participando da 
Antologia imagem e literatura no site dos 
Poetas PEAPAZ


Nova Versão para alcançar os decassílabos heroicos:
SONETO DO AMANHECER
CORRIGIDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário