quinta-feira, 31 de julho de 2014

Dentro de mim não há vida...



Por que a luz apagou?
Faz tanto tempo e nunca mais voltou...
Os meus olhos presenciam a saída que se fechou!

Que música triste é esta?
São gemidos de dor e não existe orquestra...
Vultos arrastam as correntes; corromperam a festa!

Cadê aquela inspiração do dia?
Só existe uma noite misteriosa dilatando a agonia...
Em toda alvorada da minha existência o inverno se principia!

Eu trago o meu coração sangrando nas mãos...
Os meus passos estranham o caminho; só há confusão...
Seres bizarros sorriem da minha ruína; não há compaixão!

Não existe algo que me livre e me conforte...
Lanço para longe todas as chances de um dia ter sorte...
Dentro de mim não há alma; estou indo ao encontro da morte!

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho Dentro de mim não há vida... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

2 comentários:

  1. Lindíssima poesia Janete. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite querida Edith!

      Obrigada linda amiga!
      Fico feliz que você apreciou!

      Volte sempre!

      Uma noite de paz

      Grande abraço

      Excluir